Espelho e Passarela : Cyberbully: Precisamos falar sobre isso | + Resenha Filme >

Cyberbully: Precisamos falar sobre isso | + Resenha Filme

Semana passada dediquei um fim de noite meu a arte de sentar no sofá e fuxicar o Netflix. Engraçado como a gente perde mais tempo escolhendo o filme do que, de fato, assistindo. Vocês também são assim? Anyway, assisti um filme que desencadeou esse post de hoje.

É o Cyberbully, estrelado pela Emily Osment (let's be friends so we can make out...). A Emily está no papel da Taylor, uma jovem estudante do ensino médio que descobre o mundo das redes sociais quando a mãe lhe presenteia com um notebook. Como toda adolescente, a Taylor fica mega empolgada com essa história de criar amizades virtuais e externar seus pensamentos em forma de textos. É uma rede social tipo Facebook.
Certo dia ela descobre que sua conta foi hackeada e que postaram coisas horríveis sobre ela usando seu perfil. Como num passe de mágica, ela passa a ser zoada por todo o colégio por conta dessas coisas que escreveram e entra num estado de depressão complicado. 
A Taylor tenta se matar, perde as "amigas", entra num conflito interno e começa a participar de um grupo de apoio, onde a ensinam como se defender dessas ofensas. Chorei? Claro. Manteiga derretida nata.
O Bullying é uma realidade muito presente nas nossas escolas. Antes fosse ensino médio, onde os jovens já tem um discernimento mais elevado do que é certo ou não (assim espero), mas no ensino fundamental, onde as crianças são mais vulneráveis as atitudes dos agressores. Escolas públicas, escolas privadas... nenhuma está imune. Conheci uma garota que já sofreu muito por conta disso.
Ela era uma dessas meninas mega desleixadas da vida, não estava nem aí pra nada, não que isso seja ruim. As pessoas julgavam muito ela por ir despenteada para a aula, por fazer perguntas durante a aula e outras coisas mais. Eu sei o quanto ela sofreu, ela mesma me contou. Hoje ela samba na cara de todo mundo que falava mal dela.
O pior Bullying é aquele que você leva pra casa, como o Cyberbullying. Nós, blogueiros, formadores de opinião, não podemos consentir com atitudes de descriminação na internet. A internet é de todos e para todos, as informações aqui circulam tão rápido quanto um piscar de olhos e, muitas vezes, uma frase mal interpretada gera um falatório sem fim. 

Precisamos ter atenção sobre aquilo que falamos, porque muitas vezes não é sua intenção machucar alguém, mas isso acontece. E daí que aquela blogueira que você gosta segue está acima do peso? Ou o sorriso de outra não é visto com frequência? Ou uma não é amiga de outra?  Comentários maldosos machucam. Machucam quem escreve e quem lê.

Pense nisso.

Hugs!

2 comentários:

  1. Já sofri muito com isso... é muito triste e covarde

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente triste...
      Tomara que você supere! s2

      :*

      Excluir

Sua opinião é muito importante! Comente!

class='title'>Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover